EMAIL
Insira os seguintes dados para enviar o email
Desejo compartilhar esta oração com você. http://www.arautos.org/100-anos-fatima/

 
X
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Faça Parte de Nossa Familia
 

ROLE PARA ABAIXO PARA CONTINUAR
 
 
 
 
 
 
 
1
a
A luz que veio do céu
NOSSA SENHORA E OS PASTORINHOS
13 de Maio de 1917

Nossa Senhora pede aos 3 pastorinhos que venham seis meses seguidos, no dia 13, à
mesma hora. E diz que ainda viria uma sétima vez. “Quereis oferecer-vos a Deus para
suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos
pecados com que Ele é ofendido, e de suplica pela conversão dos pecadores? À resposta
afirmativa, Ela acrescentou: “Ides, pois, tereis muito que sofrer, mas a graça de Deus será
o vosso conforto”. Nossa Senhora abriu pela primeira vez as mãos, comunicando-nos
uma luz tão intensa, como que reflexo que delas expedia, que nos penetrava no peito e
no mais íntimo da alma ... Então, por um impulso íntimo, também comunicado, caímos
de joelhos e repetíamos intimamente: ‘Ó Santíssima Trindade, eu Vos adoro. Meu Deus,
meu Deus, eu Vos amo no Santíssimo Sacramento’. Nossa Senhora acrescentou: ‘Rezem
o Terço todos os dias para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra’.... e a
Virgem se elevou serenamente, subindo em direção ao nascente, até desaparecer ...

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 
2
a
O Imaculado Coração de Maria
O CORAÇÃO CERCADO DE ESPINHOS
13 de Junho de 1917

A irmã Lúcia descreve o sucedido: "Depois de rezar o Terço com Jacinta e Francisco, e
mais pessoas que estavam presentes, vimos de novo o reflexo da luz que se aproxima e em
seguida Nossa Senhora sobre a carrasqueira .... "Quero que venhais aqui no dia 13 do
mês que vem, que rezeis o Terço todos os dias, e que aprendais a ler. Depois direi o que
quero. Lúcia pede para que Ela os leve para o Céu. “Sim, à Jacinta e ao Francisco levo-os
em breve. Mas tu ficas cá mais algum tempo. Jesus quer servir-se de ti para Me fazer
conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração..."
“O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus.” -
disse a Virgem. De novo, abriu as mãos e lhes comunicou o reflexo de intensa luz ... E na
palma da mão direita de Maria estava um Coração cercado de espinhos que pareciam
estar nele cravados. Era o Imaculado Coração de Maria ultrajado pelos pecados da
humanidade, querendo reparação! ...

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 
3
a
A visão do Inferno
O GRANDE MAR DE FOGO
13 de Julho de 1917

Chegando ao local da aparições, Lucia, Francisco e Jacinta surpreenderam-se com mais
de 2 mil pessoas aguardando o extraordinário acontecimento... “Quero que venham aqui
no dia 13 do mês que vem; que continuem a rezar o Terço todos os dias em honra de
Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz do mundo e o fim da guerra...” E Lúcia revela
que Nossa Senhora pediu para eles se sacrificarem pelos pecadores e dizerem muitas
vezes, em especial sempre que fizerem algum sacrifício: “Ó Jesus, é por Vosso amor, pela
conversão dos pecadores, e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado
Coração de Maria”. A Virgem revela, então, a primeira parte do segredo de Fátima: a visão
do inferno; a segunda parte do segredo: o anúncio do castigo e dos meios para
evitá-lo.... Nossa Senhora, elevou-se em direção ao nascente, até desaparecer no
firmamento...

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 
4
a
Rezai o Terço todos os dias
REZAI, REZAI MUITO E FAZEI SACRIFÍCIOS
15 de Agosto de 1917

Às vésperas da data, os 3 pastorinhos foram sequestrados e mantidos por 3 dias sob
vigilância pelo Administrador de Ourém, que lhes desejava arrancar os segredos a eles
confiados... Libertos e estando, em 15 de agosto, a pastorear em Valinhos, Lúcia e Jacinto
sentiram algo sobrenatural que os envolvia… E mandaram que João, irmão de Jacinta,
fosse chamá-la. Lúcia e Francisco viram o reflexo da luz e, chegada a Jacinta, Nossa
Senhora apareceu sobre a carrasqueira. Ela queria que viessem no próximo dia 13 e que
rezassem o Terço todos os dias. “No último mês farei o milagre para que todos acreditem.”
prometeu a Virgem. Mandou que fossem feitos dois andores para a festa de Nossa
Senhora do Rosário com o dinheiro deixado pelo povo na Cova da Iria. O restante seria
usado para ajudar na capela que mandariam fazer. E, tomando um aspecto mais triste,
acrescentou: “Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas
para o Inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas”.

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 
5
a
Continuem a rezar o Terço ...
O FIM DA GUERRA
13 de Setembro de 1917

Nesse dia, 15 a 20 mil pessoas, e talvez mais, acorreram à Cova da Iria. Todos queriam ver,
falar e fazer pedidos às crianças para que apresentassem à Virgem. Junto à carrasqueira,
começaram a rezar o Terço com o povo, até que num reflexo de luz Nossa Senhora
apareceu sobre a azinheira. “Continuem a rezar o Terço para alcançarem o fim da guerra.
Em outubro virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José
com o Menino Jesus, para abençoarem o mundo. Deus está contente com os vossos
sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda [cilício], trazei-a só durante o dia”.
Segundo o testemunho de alguns espectadores, por ocasião dessa visita de Nossa
Senhora, como das outras vezes, ocorreram diversos fenômenos atmosféricos. Ainda que
breve, a aparição de Nossa Senhora deixou os pequenos videntes felicíssimos, consolados
e fortalecidos em sua fé.

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 
6
a
O dia que o Sol bailou
O MILAGRE PARA 50 MIL PEREGRINOS
13 de Outubro de 1917

Chegara, por fim, o tão esperado dia da sexta e última aparição de Nossa Senhora aos três
pastorinhos. Uma chuva persistente e forte transformara a Cova da Iria num lamaçal e
encharcava a multidão de 50 a 70 mil peregrinos, vindos de todos os cantos de Portugal.
Assim que chegaram os videntes, Lúcia pediu que fechassem os guarda-chuvas para
rezarem o Terço. E, pouco depois, houve o reflexo de luz e Nossa Senhora apareceu sobre
a carrasqueira. Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a
Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias. A guerra vai
acabar e os militares voltarão em breve para suas casas.”... E tomando um aspecto triste,
Ela acrescentou: Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”. E,
abrindo as mãos, fê-las refletir no sol, e enquanto Se elevava, continuava o reflexo da sua
própria luz a projetar-se no sol... Como sinal, a irmã Lúcia exclamou: Olhem para o sol!

 
Veja mais...
 
 
 
 
 
 

 

Os acontecimentos de Fátima se mostram como a autêntica aurora
dos tempos futuros, cujos primeiros raios começaram a luzir no
instante mesmo em que Nossa Senhora desceu à Cova da Iria e
apareceu aos três pastorinhos. Dirigindo-nos severas advertências
sobre a decadência da humanidade e, ao mesmo tempo,
exortando-nos à conversão e à confiança no auxílio da Misericórdia
Divina, Ela coroou sua Mensagem com esta esperançosa promessa:

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará!"

 
AS APARIÇÕES DE FÁTIMA

ROLE PARA ABAIXO PARA CONTINUAR
 
A luz que veio do céu
NOSSA SENHORA E OS PASTORINHOS
 
13 de Maio de 1917

Nossa Senhora pede aos 3 pastorinhos que venham seis meses seguidos, no dia 13, à mesma hora. E diz que ainda viria uma sétima vez. “Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido, e de suplica pela conversão dos pecadores? À resposta afirmativa, Ela acrescentou: “Ides, pois, tereis muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto”. Nossa Senhora abriu pela primeira vez as mãos, comunicando-nos uma luz tão intensa, como que reflexo que delas expedia, que nos penetrava no peito e no mais íntimo da alma ... Então, por um impulso íntimo, também comunicado, caímos de joelhos e repetíamos intimamente: ‘Ó Santíssima Trindade, eu Vos adoro. Meu Deus, meu Deus, eu Vos amo no Santíssimo Sacramento’. Nossa Senhora acrescentou: ‘Rezem o Terço todos os dias para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra’.... e a Virgem se elevou serenamente, subindo em direção ao nascente, até desaparecer ...



 
O Imaculado Coração de Maria
O CORAÇÃO CERCADO DE ESPINHOS
 
13 de Junho de 1917

A irmã Lúcia descreve o sucedido: "Depois de rezar o Terço com Jacinta e Francisco, e mais pessoas que estavam presentes, vimos de novo o reflexo da luz que se aproxima e em seguida Nossa Senhora sobre a carrasqueira .... "Quero que venhais aqui no dia 13 do mês que vem, que rezeis o Terço todos os dias, e que aprendais a ler. Depois direi o que quero. Lúcia pede para que Ela os leve para o Céu. “Sim, à Jacinta e ao Francisco levo-os em breve. Mas tu ficas cá mais algum tempo. Jesus quer servir-se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração..." “O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus.” - disse a Virgem. De novo, abriu as mãos e lhes comunicou o reflexo de intensa luz ... E na palma da mão direita de Maria estava um Coração cercado de espinhos que pareciam estar nele cravados. Era o Imaculado Coração de Maria ultrajado pelos pecados da humanidade, querendo reparação! ...



 
A visão do Inferno
O GRANDE MAR DE FOGO
 
13 de Julho de 1917

Chegando ao local da aparições, Lucia, Francisco e Jacinta surpreenderam-se com mais de 2 mil pessoas aguardando o extraordinário acontecimento... “Quero que venham aqui no dia 13 do mês que vem; que continuem a rezar o Terço todos os dias em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz do mundo e o fim da guerra...” E Lúcia revela que Nossa Senhora pediu para eles se sacrificarem pelos pecadores e dizerem muitas vezes, em especial sempre que fizerem algum sacrifício: “Ó Jesus, é por Vosso amor, pela conversão dos pecadores, e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria”. A Virgem revela, então, a primeira parte do segredo de Fátima: a visão do inferno; a segunda parte do segredo: o anúncio do castigo e dos meios para evitá-lo.... Nossa Senhora, elevou-se em direção ao nascente, até desaparecer no firmamento...



 
Rezai o Terço todos os dias
REZAI, REZAI MUITO E FAZEI SACRIFÍCIOS
 
15 de Agosto de 1917

Às vésperas da data, os 3 pastorinhos foram sequestrados e mantidos por 3 dias sob vigilância pelo Administrador de Ourém, que lhes desejava arrancar os segredos a eles confiados... Libertos e estando, em 15 de agosto, a pastorear em Valinhos, Lúcia e Jacinto sentiram algo sobrenatural que os envolvia… E mandaram que João, irmão de Jacinta, fosse chamá-la. Lúcia e Francisco viram o reflexo da luz e, chegada a Jacinta, Nossa Senhora apareceu sobre a carrasqueira. Ela queria que viessem no próximo dia 13 e que rezassem o Terço todos os dias. “No último mês farei o milagre para que todos acreditem.” prometeu a Virgem. Mandou que fossem feitos dois andores para a festa de Nossa Senhora do Rosário com o dinheiro deixado pelo povo na Cova da Iria. O restante seria usado para ajudar na capela que mandariam fazer. E, tomando um aspecto mais triste, acrescentou: “Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas”.



 
Continuem a rezar o Terço ...
O FIM DA GUERRA
 
13 de Setembro de 1917

Nesse dia, 15 a 20 mil pessoas, e talvez mais, acorreram à Cova da Iria. Todos queriam ver, falar e fazer pedidos às crianças para que apresentassem à Virgem. Junto à carrasqueira, começaram a rezar o Terço com o povo, até que num reflexo de luz Nossa Senhora apareceu sobre a azinheira. “Continuem a rezar o Terço para alcançarem o fim da guerra. Em outubro virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José com o Menino Jesus, para abençoarem o mundo. Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda [cilício], trazei-a só durante o dia”. Segundo o testemunho de alguns espectadores, por ocasião dessa visita de Nossa Senhora, como das outras vezes, ocorreram diversos fenômenos atmosféricos. Ainda que breve, a aparição de Nossa Senhora deixou os pequenos videntes felicíssimos, consolados e fortalecidos em sua fé.



 
O dia que o Sol bailou
O MILAGRE PARA 50 MIL PEREGRINOS
 
13 de Outubro de 1917

Chegara, por fim, o tão esperado dia da sexta e última aparição de Nossa Senhora aos três pastorinhos. Uma chuva persistente e forte transformara a Cova da Iria num lamaçal e encharcava a multidão de 50 a 70 mil peregrinos, vindos de todos os cantos de Portugal. Assim que chegaram os videntes, Lúcia pediu que fechassem os guarda-chuvas para rezarem o Terço. E, pouco depois, houve o reflexo de luz e Nossa Senhora apareceu sobre a carrasqueira. Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas.”... E tomando um aspecto triste, Ela acrescentou: Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”. E, abrindo as mãos, fê-las refletir no sol, e enquanto Se elevava, continuava o reflexo da sua própria luz a projetar-se no sol... Como sinal, a irmã Lúcia exclamou: Olhem para o sol!



 
 

 
 

Os acontecimentos de Fátima se mostram como a autêntica aurora dos tempos futuros, cujos primeiros raios começaram a luzir no instante mesmo em que Nossa Senhora desceu à Cova da Iria e apareceu aos três pastorinhos. Dirigindo-nos severas advertências sobre a decadência da humanidade e, ao mesmo tempo, exortando-nos à conversão e à confiança no auxílio da Misericórdia Divina, Ela coroou sua Mensagem com esta esperançosa promessa:

"Por fim, meu Imaculado Coração triunfará!"





 
Copyright © 2017
Contato: (11) 2971 - 9040