Novos tempos, novos alunos, novos professores
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Seu nome no Coração de Maria

Novos tempos, novos alunos, novos professores
Redação - 2012/09/26

Reitores e representantes de mais de cem universidades católicas se reuniram no Brasil para analisar os desafios impostos ao mundo do conhecimento pelos novos contextos culturais, sociais e políticos.

Diác. Marcelo Javier Pérez Wheelock, EP

Cerca de 140 reitores e representantes de 113 universidades católicas de 44 países dos cinco continentes participaram da 24ª Assembleia Geral da Federação Internacional de Universidades Católicas - FIUC, realizada no Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana (FEI) em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. O tema da Assembleia foi Ensinar e Aprender na Universidade Católica - Educar e Formar.

Missa e sessão de abertura

O Cardeal Zenon Grocholewski, Prefeito da Congregação para a Educação Católica, celebrou a Missa de abertura do evento no dia 23 de julho, na capela do Centro Universitário da FEI.

A Solene Eucaristia foi concelebrada por Dom Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, Dom José Nelson Westrupp, Bispo de Santo André, e mais de vinte sacerdotes. No início da Missa, o Cardeal Grocholewski leu o decreto da Santa Sé que nomeia o Bem-aventurado John Henry Newman como padroeiro da FIUC.

Durante a sessão de abertura dos trabalhos, o Cardeal Raymundo Damasceno afirmou que "a presença de reitores de diversas partes do mundo reunidos em Assembleia demonstra a força das universidades católicas" e recordou o papel peculiar da universidade católica na "evangelização qualificada através do acesso às fronteiras do conhecimento, da pesquisa e da diplomacia universitária".

Novos contextos culturais, sociais e políticos

O Prof. Anthony Cernera - Presidente Geral da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC) e docente na Sacred Heart University de Connecticut (EUA) - referiu-se ao tema da assembleia, que sintetiza os novos desafios da educação católica, entre os quais, o de educar o estudante na seleção e ponderação das abundantes informações oriundas dos novos meios de comunicação. "Questionar o ensino e o aprendizado em nossas sociedades, nas quais abundam os ipads e iphones, a internet e os micro-computadores, implica tomar em consideração os novos contextos culturais, sociais, políticos e educacionais, que impõem muitos desafios ao mundo do conhecimento" - explicou.

"Nossos professores", acrescentou o Prof. Anthony, "estão diante de novas sensibilidades culturais, educacionais e de formação universitária, novas procuras por qualificações, novos contextos de ensino e novos problemas de pesquisas. A geração de idade superior a 30 ou 35 anos é de imigrantes no novo mundo das tecnologias. A juventude é a verdadeira cidadã, porque nasceu no mundo cibernético. Hoje a sociedade exige dos docentes novos métodos e informações".

Os estudantes mudaram

Após salientar que "esta Assembleia de estudos está intensamente orientada para o estudante", Mons. Guy-Réal Thivierge, Secretário Geral da FIUC e consultor da Congregação para a Educação Católica, afirmou: "Os estudantes de hoje são extremamente diferentes dos de vinte, trinta ou quarenta anos atrás. É muito importante observar que eles mudaram. É preciso tomar cuidado para não subestimar as esperanças, os chamados e as necessidades dos estudantes. Mas por outro lado, é necessário dar uma formação para os líderes universitários, professores, reitores e administradores".

De fato, temas como Novos tempos,novos alunos, novos professores, exposto pela Profª. Britt-Mari Barth, do Institut  Catholique de Paris, e O relacionamento professor/estudante no século XXI, desenvolvido pelo Prof. Manuel Joaquim  Pinho Moreira de Azevedo, da Universidade Católica Portuguesa, despertaram especial interesse no público por apontar  para esses novos desafios e esperanças na tarefa de formar e evangelizar a nova geração de jovens universitários.

Destaca-se também a apresentação dos resultados preliminares da Pesquisa global da FIUC sobre a cultura dos jovens na universidade católica, feita pela Profª. Rosa Aparicio Gómez, do Instituto Universitário Ortega y Gasset, Espanha. Ela foi realizada com base num questionário elaborado por especialistas dos mais diversos campos com a finalidade de identificar o perfil psicológico dos jovens estudantes inscritos nas 205 universidades filiadas à FIUC.

Missa final e entrega de medalhas

O Congresso encerrou-se no dia 26 de julho com uma Missa solene na Igreja do Pateo do Collegio, celebrada pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer e concelebrada pelo Cardeal Cláudio Hummes, Arcebispo Emérito de São Paulo e Prefeito Emérito da Congregação para o Clero, por Dom Tarcício Scaramussa, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e vinte sacerdotes reitores de diversas universidades pontifícias. A celebração foi abrilhantada pela Schola Cantorum do Pateo do Collegio, que executou melodias clássicas polifônicas acompanhadas por uma excelente orquestra de câmara.

Em solene cerimônia após a Eucaristia, foram agraciados com a medalha Ex Corde Ecclesiæ o Prof. Anthony Cernera, que encerrava nesse dia seu triênio de presidente da FIUC, e o Prof. Fábio do Prado, Reitor da FEI. Na mesma cerimônia, foi entregue à Bethlehem University, de Jerusalém, o prêmio Sciat ut serviat (Aprender para servir).

No dia 27 de julho houve ainda uma sessão administrativa durante a qual foi eleito como novo Presidente da FIUC, por um mandato de três anos, o padre Pedro Rubens Ferreira Oliveira, SJ, atual Reitor da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP).

(Revista Arautos do Evangelho, Set/2012, n. 129, p. 36-37)

 

Votar Resultado 1  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  ORAÇÕES