Novos tempos, novos alunos, novos professores
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Vela a Nossa Senhora de Fátima

Novos tempos, novos alunos, novos professores
Redação - 2012/09/26

Reitores e representantes de mais de cem universidades católicas se reuniram no Brasil para analisar os desafios impostos ao mundo do conhecimento pelos novos contextos culturais, sociais e políticos.

Diác. Marcelo Javier Pérez Wheelock, EP

Cerca de 140 reitores e representantes de 113 universidades católicas de 44 países dos cinco continentes participaram da 24ª Assembleia Geral da Federação Internacional de Universidades Católicas - FIUC, realizada no Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana (FEI) em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. O tema da Assembleia foi Ensinar e Aprender na Universidade Católica - Educar e Formar.

Missa e sessão de abertura

O Cardeal Zenon Grocholewski, Prefeito da Congregação para a Educação Católica, celebrou a Missa de abertura do evento no dia 23 de julho, na capela do Centro Universitário da FEI.

A Solene Eucaristia foi concelebrada por Dom Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, Dom José Nelson Westrupp, Bispo de Santo André, e mais de vinte sacerdotes. No início da Missa, o Cardeal Grocholewski leu o decreto da Santa Sé que nomeia o Bem-aventurado John Henry Newman como padroeiro da FIUC.

Durante a sessão de abertura dos trabalhos, o Cardeal Raymundo Damasceno afirmou que "a presença de reitores de diversas partes do mundo reunidos em Assembleia demonstra a força das universidades católicas" e recordou o papel peculiar da universidade católica na "evangelização qualificada através do acesso às fronteiras do conhecimento, da pesquisa e da diplomacia universitária".

Novos contextos culturais, sociais e políticos

O Prof. Anthony Cernera - Presidente Geral da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC) e docente na Sacred Heart University de Connecticut (EUA) - referiu-se ao tema da assembleia, que sintetiza os novos desafios da educação católica, entre os quais, o de educar o estudante na seleção e ponderação das abundantes informações oriundas dos novos meios de comunicação. "Questionar o ensino e o aprendizado em nossas sociedades, nas quais abundam os ipads e iphones, a internet e os micro-computadores, implica tomar em consideração os novos contextos culturais, sociais, políticos e educacionais, que impõem muitos desafios ao mundo do conhecimento" - explicou.

"Nossos professores", acrescentou o Prof. Anthony, "estão diante de novas sensibilidades culturais, educacionais e de formação universitária, novas procuras por qualificações, novos contextos de ensino e novos problemas de pesquisas. A geração de idade superior a 30 ou 35 anos é de imigrantes no novo mundo das tecnologias. A juventude é a verdadeira cidadã, porque nasceu no mundo cibernético. Hoje a sociedade exige dos docentes novos métodos e informações".

Os estudantes mudaram

Após salientar que "esta Assembleia de estudos está intensamente orientada para o estudante", Mons. Guy-Réal Thivierge, Secretário Geral da FIUC e consultor da Congregação para a Educação Católica, afirmou: "Os estudantes de hoje são extremamente diferentes dos de vinte, trinta ou quarenta anos atrás. É muito importante observar que eles mudaram. É preciso tomar cuidado para não subestimar as esperanças, os chamados e as necessidades dos estudantes. Mas por outro lado, é necessário dar uma formação para os líderes universitários, professores, reitores e administradores".

De fato, temas como Novos tempos,novos alunos, novos professores, exposto pela Profª. Britt-Mari Barth, do Institut  Catholique de Paris, e O relacionamento professor/estudante no século XXI, desenvolvido pelo Prof. Manuel Joaquim  Pinho Moreira de Azevedo, da Universidade Católica Portuguesa, despertaram especial interesse no público por apontar  para esses novos desafios e esperanças na tarefa de formar e evangelizar a nova geração de jovens universitários.

Destaca-se também a apresentação dos resultados preliminares da Pesquisa global da FIUC sobre a cultura dos jovens na universidade católica, feita pela Profª. Rosa Aparicio Gómez, do Instituto Universitário Ortega y Gasset, Espanha. Ela foi realizada com base num questionário elaborado por especialistas dos mais diversos campos com a finalidade de identificar o perfil psicológico dos jovens estudantes inscritos nas 205 universidades filiadas à FIUC.

Missa final e entrega de medalhas

O Congresso encerrou-se no dia 26 de julho com uma Missa solene na Igreja do Pateo do Collegio, celebrada pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer e concelebrada pelo Cardeal Cláudio Hummes, Arcebispo Emérito de São Paulo e Prefeito Emérito da Congregação para o Clero, por Dom Tarcício Scaramussa, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e vinte sacerdotes reitores de diversas universidades pontifícias. A celebração foi abrilhantada pela Schola Cantorum do Pateo do Collegio, que executou melodias clássicas polifônicas acompanhadas por uma excelente orquestra de câmara.

Em solene cerimônia após a Eucaristia, foram agraciados com a medalha Ex Corde Ecclesiæ o Prof. Anthony Cernera, que encerrava nesse dia seu triênio de presidente da FIUC, e o Prof. Fábio do Prado, Reitor da FEI. Na mesma cerimônia, foi entregue à Bethlehem University, de Jerusalém, o prêmio Sciat ut serviat (Aprender para servir).

No dia 27 de julho houve ainda uma sessão administrativa durante a qual foi eleito como novo Presidente da FIUC, por um mandato de três anos, o padre Pedro Rubens Ferreira Oliveira, SJ, atual Reitor da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP).

(Revista Arautos do Evangelho, Set/2012, n. 129, p. 36-37)

 

Votar Resultado 1  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  ORAÇÕES