Inspirações do retiro de ordenação sacerdotal
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Vela de Santa Rita de Cássia

Inspirações do retiro de ordenação sacerdotal
Beato Charles de Foucauld - 2009/09/19

 

Foucauld 90041C.jpg
Beato Charles de Foucauld *
Beatificado pelo Papa Bento XVI em 13 de novembro de 2005, Charles-Eugène de Foucauld nasceu em 1858 em Estrasburgo, na França, pertencendo a uma família aristocrática. Herdou uma grande fortuna, mas a dilapidou em jogos e excentricidades. Uma prolongada reflexão o fez trilhar a "estrada de Damasco", e a conversão súbita o levou a tornar-se religioso trapista. Sentindo-se inclinado a uma vocação religiosa autônoma, deixou a Ordem Trapista e foi ordenado presbítero, partindo para a Argélia a fim de evangelizar os tuaregues, grupo étnico africano. Aspirava ele a fundação de uma ordem religiosa, o que tornou-se realidade somente após sua morte: os Irmãozinhos de Jesus. Foi assassinado em 1916, por assaltantes. Seus escritos têm uma profunda espiritualidade, o que se pode entrever nas anotações que fez por ocasião do retiro de ordenação sacerdotal, transcritas abaixo.

 

Festa do Santíssimo Sacramento, 1901.
Nossa Senhora das Neves.

Quis? (Quem?) Aquele que deve seguir e imitar o Salvador, o bom Pastor que veio "trazer o fogo à Terra" e "salvar o que estava perdido".

Ubi? (Onde?) Onde está o mais perfeito. Não onde, sob o ponto de vista humano, tenha mais possibilidades de ter noviços, autorizações canônicas, dinheiro, terras, apoio; mas onde está o que é mais perfeito por natureza, o mais perfeito segundo as palavras de Cristo, o mais conforme à perfeição evangélica e às inspirações do Espírito Santo onde o próprio Cristo iria: à ovelha mais desgarrada, ao irmão mais doente; aos mais abandonados; aos que têm menos pastores; aos que vivem nas mais densas trevas, na mais profunda sombra da morte; aos que mais escravos são do demônio; aos mais cegos, aos mais perdidos. E de preferência, aos infiéis maometanos e pagãos de Marrocos e das zonas limítrofes da África do Norte.

Foucauld com crian?a 90041B.jpg
Evangelizando os tuaregues
Quibus auxiliis? (Com que auxílios?) Com os do Senhor apenas. Porque, "procurai o reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será dado por acréscimo" e "se morardes em mim e as minhas palavras viverem em vós, tudo o que pedirdes vos será feito". Cristo não deu a mais pequena ajuda aos seus Apóstolos; se eu agir como eles, terei as mesmas graças.

Cur? (Por que?) Porque é assim que mais posso glorificar o Senhor, que melhor o posso amar e lhe posso obedecer... Porque assim aconselha o Evangelho e o meu diretor... Para fazer conhecer Jesus Cristo e a Virgem, para dar a Eucaristia. aos irmãos de Jesus que nunca a. receberam; para batizar os meus irmãos ainda escravos do demônio; para ensinar o Evangelho, a história do Senhor, as virtudes evangélicas, o carinho do seio maternal da Igreja, aos irmãos que nunca ouviram falar dele.

Quando? (Quando?) Maria abiit in montana cum festínatione ("Maria... foi-se apressada para o país das montanhas", evangelho de São Lucas). Quando se está cheio de Jesus está-se cheio de caridade. Assim, logo que me sinta razoavelmente preparado e quando sob inspiração do Espírito de Deus o meu diretor me disser "parte...".

Não será melhor ir para a Terra Santa? Não. Uma só alma vale mais do que toda a Terra Santa, do que todas as criaturas desnecessàriamente reunidas. É preciso ir, não onde a terra é mais santa, mas onde as almas têm maior necessidade...

Não será esta escolha uma tentação do amor-próprio e do orgulho? Não, porque não nos dará nesta vida honras ou consolações, mas muitos sofrimentos e humilhações: "Onde fores desprezado, e onde por isso eu for glorificado, de qualquer modo só tens a lucrar com isso" (Santa Teresa).

Qual é a prova de que esta escolha exprime a vontade de Deus? Estas duas palavras de Jesus: "Segui-me..." e "quando fizerdes um jantar... não convides, nem os amigos, nem os irmãos, nem os parentes, nem os vizinhos ricos... Mas sempre que fizerdes um festim, chamai os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos" (Lc 14, 12-13).

 * Fotos: www.santibeati.it

 FONTE: Textos Espirituais, Charles de Foucauld, Lisboa/Coimbra, 1965.

Votar Resultado 0  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  ORAÇÕES