Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Notícias


Notícias


A renovação da comunhão entre a dimensão carismática e a hierárquica da Igreja, desejos do Cardeal Ouellet
 
AUTOR: GAUDIUM PRESS
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
0
0
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 17-10-2012, Gaudium Press) O cardeal canadense Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos fez uma intervenção hoje de manhã com o desejo “da renovação da comunhão na Igreja diz respeito entre a sua dimensão carismática e a sua dimensão hierárquica”. A dimensão carismática é “manifestada em particular pela vida consagrada, que representa para os Bispos um recurso precioso e um desafio”.

Cardeal Marc Ouellet, Prefeito Congregação Bispos.jpg
Cardeal Marc Ouellet

“Nas relações entre hierarquia e vida consagrada surgiram não poucos problemas: algumas vezes por uma certa ignorância dos carismas e de seu papel na missão e na comunhão eclesial; outras vezes pela inclinação de alguns consagrados na contestação do Magistério”.

O Card. Ouellet convidou a atualizar o documento “Mutuae Relationes” sobre as relações entre os bispos e os religiosos na Igreja, que observa: “Grave erro seria tornar independentes – e muito mais grave o opôr entre eles – a vida religiosa e as estruturas eclesiais, quase como se pudessem subsistir como duas realidades distintas, uma carismática, outra institucional; enquanto ambos os elementos, ou seja, os dons espirituais e as estruturas eclesiais, formam uma única, ainda que complexa, realidade (cf. LG 8)” (MR 34).

A nova evangelização, portanto – concluiu o purpurado, pode encontrar um seu posterior ponto de força na renovação das relações entre bispos e consagrados.” (AA)

 
Comentários