Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Notícias


Notícias


Delegação Papal que vai à Síria leva gesto cristão para a população, comenta o cardeal Monsengwo
 
AUTOR: GAUDIUM PRESS
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
0
0
 
Cardeal Laurent Monsengwo Pasinya.jpg
A delegação Papal que vai à Síria será dirigida pelo
Cardeal Laurent Monsengwo Pasinya.

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 18-10-2012, Gaudium Press) Sobre a delegação especial o cardeal africano da República Democrática do Congo, Laurent Monsengwo Pasinya, escolhido para representar o Papa afirmou: “Partimos com o espírito do Papa e para manifestar o seu afeto a uma população que sofre”. O purpurado respondeu aos jornalistas que a data de sua partida ainda não foi estabelecida, e nem o programa.

“Fazemos esta missão – continuou o arcebispo de Kinshasa – com o espírito desejado por Bento XVI, e como explicou o Secretário de Estado o cardeal Tarcisio Bertone quando anunciou a decisão papal”. O objetivo da missão é mostrar em nome do Papa “a sua proximidade espiritual, e com aqueles que sofrem na Síria; levaremos portanto a proximidade do Papa e a dos padres sinodais, levaremos uma oferta dos padres”.

“Faz-se o gesto, o gesto é cristão e a esperança é que também o Senhor se ocupe disso: nós fazemos o gesto de caridade, de conforto, de consolação ao povo da Síria, e esperamos que o povo aprecie”, observou o cardeal. (AA/JS)

 
Comentários