Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Notícias


Notícias


Destinado a mais alta missão
 
PUBLICADO POR ARAUTOS - 12/06/2017
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
32
7
 

 

Mons. João S. Clá Dias

 

Redação-( Segunda-feira 12-06-2017 – GAUDIUM PRESS)  Conta-nos o Êxodo como a vitória de Josué na luta em defesa dos hebreus dependia inteiramente da oração de Moisés, o qual – afastado do combate físico, e retirado no alto da montanha santa – intercedia pelo povo junto a Deus, transformando-se assim no verdadeiro artífice do triunfo

Ao longo de 77 frutuosos anos, Mons. João Scognamiglio Clá Dias viveu em total fidelidade à Cátedra de Pedro, confirmando sua adesão ao Magistério com inumeráveis e portentosos trabalhos em prol da salvação das almas. Sobretudo, grandes foram os sofrimentos que enfrentou, com ânimo cada vez maior, oferecendo tudo para a exaltação e glória da instituição que ele tanto ama: a Santa Igreja Católica Apostólica e Romana.

Não obstante, apenas no céu conheceremos tudo aquilo que ele conquistou junto a Deus, pois, apesar de serem múltiplas as obras que tem realizado, diante de Deus o ser é muito mais do que o fazer, e nisto encontra ele seu verdadeiro mérito.

Tendo bem claro o grande crescimento e proporção atingidos pela obra nascida de suas mãos, Mons. João Scognamiglio Clá Dias, em 2 de junho de 2017, se elevou à posição de mediador junto a Deus pelos seus, ao apresentar sua renúncia aos cargos de Superior Geral da Sociedade Clerical de Vida Apostólica Virgo Flos Carmeli e de Presidente Geral da Associação Privada de fiéis Arautos do Evangelho, a fim de que um de seus filhos espirituais continue a obra por ele começada.

Contudo, mesmo não possuindo mais o título de Superior Geral, jamais caberá a outro a missão de pai e, como tal, o papel dele junto a seus filhos é insubstituível, pois foi constituído por Deus como modelo e guia deles, permanecendo o guardião deste sublime carisma, confiado a ele pelo Espírito Santo. Assim, Deus lhe reserva façanhas ainda maiores em relação às que ele já fez, e entre estas está a de impetrar ardorosamente a instauração do Reino de Maria Santíssima sobre a terra.

 

 Carta a seus filhos espirituais

 

Aos
meus filhos espirituais,

 

Desde
toda a Eternidade, o convívio entre Pai e o Filho, envolto nas
amorosas labaredas do Espírito Santo, consistia, também em
considerar todas as infinitas maravilhas que, em uníssono, a
Trindade Beatíssima operaria na Obra da Criação. Diante de toda a
glória e esplendor que as Três Pessoas Divinas derramariam sobre
suas criaturas, o brilho de seu incomensurável amor reluzia ainda
mais.

Porém,
aos olhos do Verbo Eterno, pouco, ou quase nada, aquilo valia. O
caminho mais glorioso era aquele reservado por Deus à Segunda Pessoa
da Santíssima Trindade: “Ele esvazio-se de sua glória,
fazendo-se aos homens semelhante. Humilhou-se a si mesmo até a
morte, e morte de Cruz.”

No
transcurso de sua vida terrena, o Verbo Encarnado não fez senão
mostrar à humanidade que a via mais luminosa, e a única que conduz
à verdadeira glória, é a via da abnegação e do sofrimento bem
aceito. “Se alguém quer ser meu discípulo, negue-se a si
mesmo, tome sua Cruz e siga-me”.

Assim,
considerando meus setenta e sete anos, sessenta deles de labor e
sofrimento ao serviço da Santa Igreja Católica, tendo em vista
claramente toda a envergadura e prodigioso crescimento desta Obra,
nascida de minhas mãos, e sabendo que diante de Deus o ser é muito
mais do que o fazer; depois de muito rezar, pareceu-me mais justo aos
olhos de Deus e de Maria Santíssima renunciar a meu cargo de
Superior Geral, a fim de que um filho meu, sob a ação do Espírito
Santo, possa conduzir essa Obra àquela perfeição desejada por
Nossa Senhora, tal como Ela imprimiu na alma do Fundador.

Ao
deixar este encargo, não posso — nem desejaria — diante de Deus,
renunciar à minha missão de pai. Faço à Trindade Santíssima, por
meio de minha Senhora e Mãe, a Virgem Maria, o firme propósito de
continuar a interceder junto a Deus, com minhas súplicas e preces,
por meus filhos e filhas. Continuarei à disposição de todos e cada
um, por saber-me constituído por Deus como modelo e guardião vivo
desse carisma, confiado a mim pelo Espírito Santo.

Rogo
a todos que continuem rezando por mim e por esta Obra, a fim de que
todo o projeto de Deus a nosso respeito atinja todo o esplendor, para
sua glória e da Santa Igreja, a fim de que seja instaurada na terra
a plena união com o Céus, o Reino de Maria Santíssima.

Caieiras,
2 de junho de 2017

Mons.
João Scognamiglio Clá Dias, EP

 

Superior
Geral

REDAÇÃO GAUDIUM PRESS 

 

 
Comentários
Evaniele - 13 de Junho de 2017
Salve Maria, Reverendíssimo Monsr. João Clá Dias e todos que compõem esta grandiosa obra!Desejo expressar aqui toda a minha gratidão aquele que, com fidelidade heroica, optou em servir a Deus e fazer de sua existência uma oferenda para Deus Pai comprando graças para tantos e tantos filhos espirituais espalhados pelos quatro cantos do globo terrestre, filhos estes que ainda irão nascer pois a obra repercutirá até a consumação dos tempos. Confiamos que o Espírito Santo e Nossa Senhora estiveram, estão e estarão conduzindo esta obra para que a Santa Igreja Católica Apostólica Romana permaneça levando os seus fiéis a conversão e a santidade. Nossa postura, diante de todos os acontecimentos, será sempre de confiança plena nesta obra e nos seus ensinamentos que imprimiram em nossas almas um modo de ser único na história. Seremos eternamente gratos a Deus pelo dom de sua vida e seu testemunho. Como filhos, oferecemos as nossas orações. Estaremos sempre com o senhor!In Iesu et Mariae.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Maria Leal - 13 de Junho de 2017
"A gratidão é, em primeiro lugar, o reconhecimento do valor do benefício recebido. Em segundo lugar, é o reconhecimento de que nós não merecemos aquele benefício. E, em terceiro lugar, é o desejo de dedicar-nos a quem nos fez o serviço na proporção do serviço prestado e, mais ainda, da dedicação demonstrada com relação a nós. Como dizia Santa Teresinha, ‘amor só com amor se paga'. Ou a pessoa paga dedicação com dedicação ou não pagou".( PCO). Dentro deste panorama imensurável deixo aqui minha eterna gratidão ao Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias"Abraçar com entusiasmo e abnegação a santidade e batalhar com sempre crescente dedicação pela expansão da glória de Deus e da Virgem Puríssima na Terra, eis o melhor meio de corresponder ao infinito amor do Sagrado Coração de Jesus, que se derrama sobre nós às torrentes, do nascer do sol até o seu ocaso."Obrigado Meu Fundador e Diretor Espiritual Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias.Obrigada por tudo o que Fez e Faz pela minha família"A gratidão é, em primeiro lugar, o reconhecimento do valor do benefício recebido. Em segundo lugar, é o reconhecimento de que nós não merecemos aquele benefício. E, em terceiro lugar, é o desejo de dedicar-nos a quem nos fez o serviço na proporção do serviço prestado e, mais ainda, da dedicação demonstrada com relação a nós. Como dizia Santa Teresinha, ‘amor só com amor se paga'. Ou a pessoa paga dedicação com dedicação ou não pagou". Dentro deste panorama imensurável deixo aqui minha eterna gratidão ao Monsenhor João Scognamiglio Clá DiasMuito Obrigada Monsenhor por tudo o que Fez e faz por mim e por minha Família #eternamentegrata"Abraçar com entusiasmo e abnegação a santidade e batalhar com sempre crescente dedicação pela expansão da glória de Deus e da Virgem Puríssima na Terra, eis o melhor meio de corresponder ao infinito amor do Sagrado Coração de Jesus, que se derrama sobre nós às torrentes, do nascer do sol até o seu ocaso."Obrigado Meu Fundador e Diretor Espiritual Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias.só tenho a agradecer .
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Maria Leal - 13 de Junho de 2017
"A gratidão é, em primeiro lugar, o reconhecimento do valor do benefício recebido. Em segundo lugar, é o reconhecimento de que nós não merecemos aquele benefício. E, em terceiro lugar, é o desejo de dedicar-nos a quem nos fez o serviço na proporção do serviço prestado e, mais ainda, da dedicação demonstrada com relação a nós. Como dizia Santa Teresinha, ‘amor só com amor se paga'. Ou a pessoa paga dedicação com dedicação ou não pagou". Obrigado Meu Fundador e Diretor Espiritual Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Maria Leal - 13 de Junho de 2017
Eternamente Grata ao nosso Querido Monsenhor João. Faço minha as Palavras do Cardeal Franc Rodé: "Obrigado, Monsenhor, por vosso nobre empenho, obrigado por vossa santa audácia, obrigado por vosso amor apaixonado pela Igreja, obrigado pelo esplêndido exemplo de vossa vida. Vós sois da estirpe dos heróis e dos santos!" (Cardeal Franc Rodé)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Maria Leal - 13 de Junho de 2017
Meu Querido Monsenhor João,Salve Maria!° Não tenho Palavras para agradecer A Deus tão grande graça de ter conhecido o sr.,peço a Deus que continue abençoando o sr. e essa obra Maravilhosa que o sr. Fundou.Agradeço por tudo que o sr. fez e faz por minha Família. #Eternamente grata. "NUNCA TANTOS DEVERIAM TANTO A UM SÓ HOMEM " #MEUETERNOFUNDADOR
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Davi - 13 de Junho de 2017
Suas obras são visíveis para quem quiser de fato conhecê-los, quer seja na liturgia, na catequese, na devoção à Santíssima Virgem Maria e a outros santos como Santa Teresinha, Santo Inácio de Loyola, São Bento, São Luís Maria de Montfort, Santo Tomás de Aquino, entre muitos outros pelos quais têm grande amor e inspiração, como também nas obras de misericórdia corporal dão grande exemplo com diversas obras de caridade junto aos pobres, doentes e presidiários.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Participante - 13 de Junho de 2017
Boa tarde! Salve Maria lendo um pouco sobre os comentários aqui postados deu para perceber que infelizmente as pessoas ainda não aprenderam a discernir melhor as coisas antes de saírem comentando e dando suas opiniões a vontade e a esmo devemos antes de mais nada antes de sair dando opiniões ou as vezes até julgando e conjecturando o porque da renuncia de Monsenhor João lembro muito bem que o mesmo se fez com Bento XVI na oportunidade os Teólogos de plantão e etc... começaram a expor suas teorias o porque Bento XVI teria renunciado e tudo mais agora o mesmo esta acontecendo com Monsenhor João queridos vamos usar um pouco da Sabedoria que nos dada pelo próprio E.Santo e fazermos como Maria "Ela guardava tudo em seu coração" vamos orar por Monsenhor vamos entrega-lo ao Imaculado Coração de Maria pedir a ela que o conduza em sua decisão que se for o melhor para os Arautos ou não que o Senhor mostre. Tenório " Escravo de Maria por Amor a Jesus"