Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Serviços


Santo do Dia


Santa Cacilda de Toledo // Santa Valtrudes - Data: 09 de Abril 2020
 
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
1
0
 
Buscar por dia

Navegue no Calendário Litúrgico ao lado e saiba mais sobre os santos de cada dia.
 
Escolha o santo deste dia

SANTA CACILDA DE TOLEDO, Virgem

Cacilda era filha dum terrível inimigo de Nosso Senhor Jesus Cristo: Adelmão, rei de Toledo.

SANTA CACILDA DE TOLEDO_2.......................jpg
   Francisco de Zurbarán, S.Cacilda, Séc XVII

Adelmão, ao saber que este ou aquele súdito era cristão, ordenava aos seus homens que o prendesse e com ele atirassem às masmorras.

Ali, bandos de cristãos permaneciam dias e dias sem qualquer alimento, abandonados à própria sorte.Cacilda sofria em silêncio, o pensamento nos pobres relegados ao deus-dará.

Um dia, decidiu-se. Havia de alimentá-los, às escondidas, acontecesse o que acontecesse. E passou, ajudada pela escuridão da noite, a levar pão aos prisioneiros. Não demorou muito, Adelmão veio a saber do que suceida. E querend certificar-se por si mesmo, principiou, disfarçadamente, a vigiar a filha.

Uma noite, levava a santa virgem, sob o manto, vários pães, como de costume, aos sofredores das masmorras. Eis senão, quando o pai, saindo das sombras duma coluna, interceptou-lhe os passos. E perguntando à jovem o que sob o manto levava, ordenou que o abrisse.

Cacilda, obediente, entreabriu, calmamente, o longo manto, e Adelmão, decepcionado, viu, perfumadamente apertado ao colo da filha, um grande e fresco molho de rosas.

O rei, então, deixou-a prosseguir, envergonhado. E assim que a jovem princesa chegou aos pés dos cativos, já as rosas se haviam tornado ao que eram - pães!

Ardendo, catecúmena que era, por receber o batismo, Deus enviou-lhe um mal incurável, revelando-lhe, pouco depois, numa visão, que a saúde recuperaria se fosse a Burgos e ali se banhasse nas águas do lago de São Vicente.

Insdtantemente, Cacilda rogou ao pai a permissão para ir àquela cidade. E Adelmão, cedendo aos rogos da filha, concedeu-lha. Cacilda curou-se. E em reconhecimento, perto do lago, a doce princesa ergueu um oratório e uma casinhola, onde, batizada, passou o resto da vida, falecendo santamente em 1007.

Dado os milagres que lhe ilustraram a campa, o culto de Santa Cacilda de Toledo espalhou-se rapidamente por toda a Espanha. Esta data de 9 de Abril é a que lhe celebra a translação das relíquias para a igreja de Burgos.

(Livro Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume VI, p. 218-219)

******************************************************************************

SANTA VALTRUDES

É impossível dizer pormenorizadamente os santos e santas, que lustraram a França durante o sétimo século, bem como os mosteiros que se fundaram, muitos dos quais serviram de início a outras tantas cidades. Assim, duas irmãs Santa Valtrudes e Salta Aldegonda, fundaram dois mosteiros para jovens, os quais foram os começos das cidades de Mons eSANTA VALTRUDES_2...............jpg de Maubeuge.

Eram filhas de São Valberto e de Santa Bertila, ambos que ascendência ilustre. Santa Valtrudes casou-se muito jovem com o conde Maldegário. O esposo, a esposa e quatro filhos, que lhes nasceram, Landric, Aldetruda, Maldeberte e Dentelin são venerados como santos. Este último morreu muito moço. Maldegário, a conselho da esposa, Santa Valtrudes, consagrou-se a Deus e tomou o nome de Vicente. Fundou então, o mosteiro de Soignies. Valtrudes fundou o de Mons e Aldegonda o de Maubeuge.

Santa Valtrudes após retirada do marido, ficou ainda dois anos no mundo. Praticou todos os exercícios de piedade, sob direção do santo abade Guislan, seu diretor. Por fim, livre de todos os estorvos, recebeu em 656, o véu sagrado das mãos de Santo Aubert, bispo de Cambrai e encerrou-se em uma pequena cela, à qual uma capela fazia vizinhança. Essa cela ficava em um lugar solitário. Várias mulheres piedosas se reuiram à santa. Formou, então, uma comunidade religiosa. Sua reputação, bem como a do mosteiro deram nascimento à cidade de Mons, capital de Hainaut.
Valdetrudes, ocupava-se unicamente da santificação de si própria e com esse objetivo trabalhou sem cessar pela prática da pobreza, da doçura, da paciência e da mortificação.

Recebia algumas vezes visitas de Salta Aldegonda, sua irmã, que dirigia o mosteiro de Maubeuge. A virtude e a constância de Valtrudes foram duramente experimentadas. Mas ela triunfou e gozou, depois, da paz e da consolação que Deus faz suceder as grandes tormentas.

Morreu no dia 9 de Abril de 686. Suas relíquias se encontram na igreja que dela recebeu o nome. É patrona titular da cidade de Mons e de toda a região de Hainaut.

(Livro Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume VI, p. 214-215)

 

 

 
Comentários