Artigos


Artigos


São Dâmaso, Papa e Pastor da Santa Igreja - Data: 10 de Dezembro 2021
 
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
1
0
 
Buscar por dia

Navegue no Calendário Litúrgico ao lado e saiba mais sobre os santos de cada dia.
 
Escolha o santo deste dia
São Dâmaso foi fiel à sua missão, ao seu chamado. Como pastor, procurou vigiar e expulsar o lobo que atrapalhava as ovelhas do rebanho de Cristo.

Nascido na antiga Hispânia, hoje Guimarães, Portugal, São Dâmaso vem de uma família santa, tendo sua irmã, Santa Irene, também sido canonizada pela Igreja Católica.

São Dâmaso, um defensor da fé Cristã

Foi eleito Papa num momento conturbado para os Cristãos, no século IV: a heresia Ariana infectava uma parte do povo de Deus, as ovelhas que o Senhor lhe tinha ordenado pastorear.

O que vem a ser a heresia de Ario, o Arianismo? De um modo simplificado, pois seu pensamento é bem sorrateiro, este dizia que Jesus não podia ser Homem e Deus ao mesmo tempo.

O que implicava isto para o culto religioso? Negar a divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo é negar toda sua obra, sua morte e ressurreição, nossa redenção. Sem sua natureza divina, Jesus é só mais um pensador filosófico como outros tantos por aí.

O Papa São Dâmaso que, em sua profissão de fé para assumir o pontificado, prometeu amar e servir a doutrina verdadeira, lutou com todas suas forças contra a heresia. Primeiro, procurou exortar o imperador Romano, Teodósio, destas ideias maléficas.

Junto com Santo Ambrósio, naquela época já bispo de Milão, o papa procurou extirpar doutrinariamente a heresia, desmascarada pelos santos estudiosos da Igreja.

Atento também à diversidade de escritos, o Papa São Dâmaso quis formular uma versão autêntica da Bíblia. Assim, com a ajuda de São Jerônimo, seu secretário, ordenou-lhe um trabalho que seria extenso, mas essencial: este deveria pegar a forma grega dos livros bíblicos, a Septuaginta, compilados por um grupo de 70 judeus, a tradução mais antiga que a Igreja possuía dos livros sagrados ainda em hebraico, a língua em que foram escritos.

Com esta versão, são Jerônimo, versado profundamente tanto em grego antigo quanto em latim, formulou uma tradição para a língua do império Romano, originando-se a versão que conhecemos como Vulgata, que foi, durante séculos, a base para a tradução da bíblia em todas as demais línguas.

Este trabalho importante consagrou São Dâmaso como o defensor da autenticidade cristã, da tradição que não é apenas uma memória, mas um profundo alicerce real com o passado e o legado dos que nos precederam.

Ordenador da História da Santa Igreja

Neste mesmo espírito, o papa santo também procurou deixar para a posterioridade um outro presente histórico: criou comissões para organizar o estudo e reconhecimento dos mártires das catacumbas romanas.

Muita perseguição havia se abatido sobre a Igreja Católica até a liberdade concedida por Constantino: na época, os cristãos apenas sepultavam os seus companheiros sem pretensão, querendo com respeito dar um descanso aos seus restos mortais.

São Dâmaso organizou pesquisas para identificar os corpos segundos os relatos e atas do império, para que se constituísse uma história a mais real possível desses heróis da fé. Ficou conhecido por isso como o Papa das Catacumbas.

Suas virtudes precederam seu conhecimento e suas obras. A humildade do papa santo na hora de sua morte atesta toda sua vida de zelo por Deus. Não quis ser enterrado nas Catacumbas de São Calisto, onde eram velados os corpos dos papas que o precederam.

Ele escreveu em seu epitáfio, logo no final: “Aqui eu, Dâmaso, desejaria mandar sepultar os meus restos, mas tenho medo de perturbar as piedosas cinzas dos santos”. Assim, seu corpo foi velado num local solitário, à margem da Via Ardeatina.

São Dâmaso, Papa e Pastor, deixou um legado de tradição e santidade. Sigamo-lo, peçamos a ele uma parte de sua fé e de sua força. Se ele nos conceder isso, já seremos grandes entre os demais.

Cf. https://santo.cancaonova.com/santo/sao-damaso-o-papa-mais-notavel-do-seculo-iv/
 
Comentários