Viver de amor
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Seu nome no Coração de Maria

Viver de amor
Raphaela Nogueira Thomaz - 2014/02/26

Assim como é pura a água saída das entranhas da terra... puro é o amor que, nascido nas profundezas do coração humano, eleva-se a Deus e de lá desce sobre as criaturas.

Raphaela Nogueira Thomaz

Quando se ama, a vontade se volta para o objeto amado como a um fim que tem por bem. Não existe o agir apenas pelo sabor da ação, e sim para encontrar este fim próximo, o seu próprio bem, ou o fim último, a bem-aventurança que, nas Santa Teresinha do Menino Jesus..jpgpalavras de São Tomás, é "o bem perfeito e suficiente, [que] exclui todo mal e satisfaz todo desejo".1 O homem, então, ou ama a Deus a ponto de esquecer-se de si mesmo, ou ama a si mesmo até olvidar-se de Deus.2

Como nossa alma está sempre à procura do bem existente nas coisas, para nele repousar, se ela não tiver o Bem infinito por objeto último, acabará por apegar-se às criaturas, as quais, de si, não podem proporcionar-lhe tranquilidade nem satisfazê-la.

Há, entretanto, almas generosas que decidem pôr-se ao serviço de Deus consagrando-se inteiramente a Ele. E efetivam sua radical entrega, vivendo num estado de castidade perfeita e perpétua, dentro do qual a pessoa oferece a Deus o holocausto de seu corpo e dos seus afetos naturais, pois "jamais alguém é casto a não ser por amor; e a virgindade não é aceitável nem expansiva senão a serviço do amor".3

Personificação arquetípica da virgem consagrada é Santa Teresinha do Menino Jesus, que assim canta num de seus poemas: "Viver de amor é banir todo temor, / Qualquer lembrança das faltas do passado. / Dos meus pecados não vejo nenhum vestígio; / Num instante, o Amor tudo queimou... / Chama divina, oh!, dulcíssima Fornalha! / Em teu ardor fixo minha morada / É no teu fogo que eu canto alegremente: ‘Vivo de
Amor!'".4

O amor a Deus não encerra a alma em si mesma, mas a faz arder em desejos de se entregar no serviço ao próximo. Por isso, dizia Santa Teresinha: "Sinto no meu interior outras vocações. Sinto em mim a vocação de guerreiro, de sacerdote, de Apóstolo, de Doutor, de mártir. Enfim, sinto a necessidade, o desejo de realizar por Ti, Jesus, todas as obras, as mais heroicas...".5

Assim como é pura a água saída das entranhas da terra, puro é o amor que, nascido nas profundezas do coração humano, eleva-se a Deus e de lá desce sobre as criaturas, como um límpido e cristalino regato se lança do alto da montanha. ² (Revista Arautos do Evangelho, Fevereiro/2014, n. 146, p. 36)

1 SÃO TOMÁS DE AQUINO. Suma Teológica. I-II, q.5, a.3.
2 Cf. SANTO AGOSTINHO. De Civitate Dei. L.XIV, c.28. In: Obras. Madrid: BAC, 1958, v.XVII, p.985.
3 ROYO MARÍN, OP, Antonio. La vida Religiosa.
2.ed. Madrid: BAC, 1965, p.298.
4 SANTA TERESA DE LISIEUX. Viver de Amor. Poesia 17, v.6. In: Obras Completas. São Paulo: Paulus, 2002, p.547.
5 SANTA TERESA DE LISIEUX. Manuscrito B. Todas as obras, as mais heroicas. In: Obras Completas, op. cit., p.171.

Votar Resultado 48  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
Antonio
  -   14 de julho de 2014

Santa Tereza de Liseux, rogai por nós!...
  ORAÇÕES