Artigos


Artigos


Festividade de Nossa Senhora das Graças - Data: 24 de Novembro 2021
 
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
1
0
 
Buscar por dia

Navegue no Calendário Litúrgico ao lado e saiba mais sobre os santos de cada dia.
 
Escolha o santo deste dia
Ave Maria Puríssima, sem Pecado Concebida! Permiti, ó Santíssima Mãe, que eu lute por Vós; dai-me força contra os vossos inimigos!

O título de Nossa Senhora das Graças só passou a ser uma invocação comum muitos anos após a vida terrestre de Nossa Mãe, apesar dela ser o trono da Graça, predestina por Deus desde toda eternidade

Quando o Anjo Gabriel lhe vem anunciar a Encarnação, diz à Virgem: “Ave, cheia de graças”. Santa Isabel, sua prima, reconhece esse sinal de predestinação quando recebe em sua casa Nossa Senhora: “bendita sois vós entre as mulheres”

Percebe-se, assim, que a Santa Igreja, em seus filhos, sempre teve uma devoção especial à Santa Mãe de Deus, sabendo que esta sempre foi e sempre será a sede de graças com que Deus quis presentear a humanidade, afinal, ela participa de nossa natureza, honrando-a.

História da Medalha Milagrosa

Porém, foi só nos conturbados anos de 1830 que algo marcou para sempre o firmamento da Igreja Católica. Na época, a peste devastava as fileiras da França, e não havia família que não chorasse ao menos um falecido.

Neste clima, num pequeno convento de Paris, uma santa mulher recebe a visita da Virgem Santíssima, com visões extraordinárias, revelando à sua filha querida, Santa Catarina Labouré, aquilo que sempre foi seu desejo: proteger os homens, direcioná-los a seu Senhor.

No dia 27 de novembro comemoramos ambas as festas: a da santa portadora das manifestações e a da medalha milagrosa, o grande trunfo de Nossa Senhora para ajudar ainda mais as almas.

A medalha era simples, mas ao mesmo tempo o objeto mais esplendoroso da face da terra, isto porque a própria Santa Mãe posou como num quadro vivo, dando todos os detalhes de como gostaria que a medalha fosse forjada.

A Santa foi fiel aos pedidos da Virgem: uma medalha com a figura de Maria Santíssima sobre o globo e esmagando uma serpente com seu calcanhar foi cunhada, com os braços abertos, espargindo raios de suas mãos, toda embelezada por anéis.

O que significava tais detalhes, a própria Virgem conta: “Os raios são o símbolo das Graças que derramo sobre as pessoas que Me as pedem. Os raios mais espessos correspondem às graças que as pessoas se recordam de pedir. Os raios mais finos correspondem às graças que as pessoas não se lembram de pedir. Tenho muitas e muitas graças para dar à humanidade, mas as pessoas não me as pedem”.

A tristeza de uma mãe que nos lembra de sua generosidade! Não queria que tivéssemos só metade de seu tesouro, mas o queria entregar inteiro.

Diante dos olhos da santa freira, ainda se materializaram as seguintes palavras: “Ó Maria Concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”, que estavam escritas em ouro.

No verso, um grande M desenhado, entrelaçado com uma cruz, e os corações de Jesus, cercado de chamas, o de Maria, cercado de espinhos, e mais um coração ferido, simbolizando o sofrimento dos justos da história.

Nossa Senhora das Graças é aclamada pelos fiéis

Já com medalha nas mãos do povo, Nossa Senhora cumpriu sua promessa aos portadores. Rapidamente, graças aos milagres que esta realizava aos que a portavam com devoção, foram cunhadas muitas e distribuídas aos fervorosos de coração.Nossa Senhora Das Gracas

A partir daí, não há país do mundo que ainda não a tenha visto. A promessa de Maria Santíssima continuou atual: “Todas as pessoas que a usarem receberão grandes graças, trazendo-a ao pescoço. As graças serão abundantes para as pessoas que a usarem com confiança”.

Assim, a devoção à medalha milagrosa e a Nossa Senhora das Graças correu por todo o orbe, fazendo bem a todos os devotos.

Cf. https://senhoradasgracas.org.br/a-historia-de-nossa-senhora-das-gracas/
 
Comentários