Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Artigos


Virgem Maria


Qual imagem é Nossa Senhora Aparecida?
 
AUTOR: REDAÇÃO
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
0
0
 

Nossa Senhora Aparecida é Nossa Senhora da Conceição

“Viva Mãe de Deus e nossa, sem pecado concebida! Salve, ó Virgem Imaculada, ó Senhora Aparecida!” Dia 12 de outubro é sinal de festividade, é data de celebração, pois, no Brasil, é o dia escolhido para homenagearmos Nossa Senhora Aparecida, nossa padroeira. Porém, você sabe qual imagem é Nossa Senhora Aparecida? Sabia que esta imagem também ajudou a confirmar um dogma futuro que viria mais de 100 anos depois? É no dia dedicado à Senhora nossa que vamos entender um pouco mais dos títulos de invocação de Maria Santíssima.

Antes, a história

A história de Nossa Senhora Aparecida tem início no ano de 1717, onde três pescadores, de nome Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, moradores das margens do rio Paraíba, em Guaratinguetá, estavam pescando em suas canoas, sem conseguir pescar nenhum peixe, depois de longas horas de esperanças e inúteis tentativas. Eles sabiam que não era a época mais propícia para a pesca; porém, vinha lhes visitar uma ilustre pessoa que muito admiravam, e queriam dar-lhe um banquete de boas-vindas especial. Assim, lançando João Alves mais uma vez a rede na altura do Porto de Itaguaçu, retirou das águas o corpo de uma imagem, sem a cabeça, e lançando mais abaixo a rede, colheu também a cabeça.

Eles envolveram-na em um pano e continuaram a pesca. Desde aquele momento foi tão grande a pescaria, que em pouco tempo encheram as canoas e tiveram que suspender a pesca para não naufragarem. Eram fatos extraordinários: o encontro do corpo da imagem, o encontro da cabeça e, por fim, a pesca abundante. Lembremo-nos de que, no Evangelho, há um episódio semelhante a esse: Jesus, à beira do grande lago de Genezaré, manda que os apóstolos naveguem para águas mais profundas e eles, que não haviam pescado nada em um dia inteiro, quando cumprem a ordem de seu Senhor, pescam milagrosamente muitos peixes que quase atolam as suas pequenas barcas.

Apesar de logo em 1717 começarem os pedidos de oração e a devoção à Senhora Aparecida, só em 1743 começaram a construção de uma grande igreja, só terminando em 1745. Mesmo assim, aqueles que peregrinavam ao pequeno local para pedirem graças, os romeiros, cresciam dia a dia.

Qual imagem é Nossa Senhora Aparecida?

Nossa Senhora Aparecida é Nossa Senhora da ConceiçãoA imagem que conhecemos por Senhora de Aparecida tem um título mais completo: Nossa Senhora da Conceição Aparecida. O termo “aparecida”, que é o que mais gravamos, indica seu encontro inusitado no lago. Mas o termo “conceição” é mais profundo: ele indica uma devoção que já existia a séculos dentro da Igreja, entretanto, naquela época, não havia um pronunciamento oficial das autoridades eclesiásticas sobre o assunto.

A devoção à Nossa Senhora da Conceição tem seu início registrado em 1477, quando é inserida no calendário de devoções da Santa Igreja. Só que era uma festa de livre celebração: os fiéis católicos tanto podiam crer como não. Ela celebra o privilégio exclusivo de Maria Santíssima, a concepção sem o pecado original. O que quer dizer isso? O pecado original, para a doutrina católica, é a herança que todos nós, seres humanos, recebemos do primeiro pecado de nosso pai, Adão, narrado no Gênesis, e sua expulsão do Paraíso Terrestre. Por causa desse pecado original de soberba, a humanidade começa desequilibrada: sua ordem interior foi rompida. Antes, a inteligência governava à vontade, que comandava os sentimentos. Hoje, com a concupiscência, ou a desordem das potências interiores, muitas vezes fazemos como São Paulo: “pratico o mal que não quero”. (Rm 7, 19).

Nossa Senhora, porém, foi livre deste fardo mesmo antes de nascer. No momento em que Deus, como que poderíamos dizer, “idealizou” sua Santíssima Mãe, Ele já pensou n’Ela preservada da mancha original. Pois, como diz um sábio poema dos antigos tempos: “ou pecado tem o Filho, ou livre da culpa a Mãe é”, ressaltando que Jesus não poderia vir de um corpo pecador. Este dom, nós o chamamos de Imaculada Conceição.

O que tem haver Nossa Senhora Aparecida com o dom da Imaculada Conceição?

Percebemos que a imagem encontrada no rio e que hoje se venera como milagrosa e santa é um modelo da imagem de Nossa Senhora da Conceição. As mãos postas indicam esta predileção que Deus teve por Maria, mesmo antes dela nascer. Porém, por que a festa de Nossa Senhora Aparecida ajuda na confirmação do dogma?

Em 1717 ainda não havia um pronunciamento oficial da Igreja sobre a Imaculada Conceição. Portanto, a crença era opcional, o que, de certo modo, feria muito o coração abrasado de Jesus. Com certeza, entristecia o Sagrado Coração que não houvesse uma dedicação especial e atenção a Conceição da Santíssima Virgem. Assim, quando os milagres começam a acontecer, e o povo começa a ser arrebatado com fervor para ir rezar diante da Senhora Aparecida, a Santa Igreja, na pessoa de seus ministros, vê com bons olhos. Não foi, por isso, o fato de encontrarem justamente esta imagem de Nossa Senhora da Conceição um sinal para demostrar a excelência da conceição de Maria?

Além disso, junta-se a este encontro uma série de outras aparições de Nossa Senhora. Aparições estas que culminam nas três grandes mensagens da Virgem no século XIX: a das Graças, em 1830 e a de Lourdes e Salette, em 1858. Todas estas contêm frases e revelações que demonstram a Imaculada Conceição de Maria, com especial menção na aparição em Lourdes, onde, sem saber ler, escrever ou sequer tem um vocabulário mais completo, Santa Bernadete repete as palavras da Virgem: “eu sou a Imaculada Conceição”.

Todas as comunicações divinas e intercessões de Nossa Senhora serviram para estimular e confirmar a definição dada em 1854: Maria Santíssima foi livre do Pecado Original, e por isso, tem o privilégio da Imaculada Conceição. No Brasil foi recebido este pronunciamento com grande alegria.

Quantas são as Nossas Senhoras?

Depois de nos perguntarmos qual imagem é Nossa Senhor Aparecida, e descobrirmos que seu título completo é Nossa Senhora da Conceição Aparecida, pode ser que mais uma dúvida se instale em nossas mentes: quantas Nossas Senhoras existem? Maria Santíssima é una, única, uma pessoa só. Esta é a Mãe de Jesus, Virgem e Rainha, também protetora e advogada nossa. O que muda é nosso modo de nos dirigirmos a Ela: cada povo ou cada nação terá um modo carinhoso de a invocar, dependendo também das aparições que houve ou dos lugares onde se manifestou.

É por isso que hoje rezamos a Nossa Senhora Aparecida, título este que faz referência ao fato de ser encontrada no rio. Existe também, aqui no Brasil, a invocação mariana de Nossa Senhora dos Montes Guararapes, que conta a aparição da Virgem Santa por ocasião da guerra contra os holandeses, ainda no século XVII, na região de Guararapes, em Pernambuco.

É importante não confundir os títulos de Maria com sua pessoa: não importa como a invoquemos, Ela sempre nos será favorável, desde que nos coloquemos sob sua proteção com humildade e esperança.

Dia de comemoração é dia de pedir

Aparecida“Virgem Mãe Aparecida, estendei o vosso olhar, sobre o chão de nossa vida, sobre nós e nosso lar”. Num dia de celebração desta festa tão vibrante, é preciso compreendermos que, apesar de ser Nossa Senhora que faz aniversário, somos nós quem ganhamos presentes!

Hoje os Céus se abrem e devemos pedir a Virgem todas as graças que precisamos. Na Santa Missa, no terço, na oração particular, na romaria e peregrinação, abramos nosso coração e peçamos aquilo que mais nos concerne. Em primeiro lugar, a nossa salvação. Em segundo, pela Santa Igreja e pelos momentos difíceis de perseguição que Ela está passando. Depois, pelo nosso Brasil, que enfrenta hoje dificuldades sem nome. Que Maria Santíssima inspire nossos corações na busca pelo melhor, pela vida santa, hoje e sempre!

 
Comentários