Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Arautos


Notícias


Alesp homenageia os Arautos do Evangelho e seu fundador Monsenhor João Clá Dias
 
AUTOR: ISA OLIVEIRA
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
2
0
 


Numa cerimônia solene, a Assembleia Legislativa de São Paulo homenageou aos Arautos do Evangelho e entregou o Colar de Honra ao Mérito ao fundador da Instituição, Monsenhor João Clá Dias, concretizando o reconhecimento a toda uma vida dedicada a Deus, a Nossa Senhora e à Igreja Católica.

A sessão solene aconteceu na manhã do dia 23, segunda-feira, no Plenário Juscelino Kubitscheck, da Assembleia Legislativa de São Paulo. Estiveram presentes representantes dos Arautos do Evangelho, autoridades civis e eclesiásticas e vários cidadãos, numa cerimônia marcante e muito significativa.

O ponto alto da solenidade foi a entrega do Colar de Honra ao Mérito ao fundador, Monsenhor João Clá Dias, representado pelo sacerdote Pe. Ricardo Basso. O Colar é a mais alta honraria conferida pela ALESP, concedida a pessoas que tenham atuado de maneira a contribuir para o desenvolvimento social, cultural e econômico do estado de São Paulo.

Um farol de sabedoria, compaixão e liderança espiritual

imagem de nossa senhora na alespO presidente da ALESP, Deputado André do Prado manifestou a sua satisfação em presidir a homenagem. “É uma honra muito grande receber a todos neste dia, e uma satisfação ainda melhor receber os membros dos Arautos do Evangelho”. E referindo-se ao fundador, declarou: “O Monsenhor João Clá Dias tem sido um farol de sabedoria, compaixão e liderança espiritual. Seu compromisso com a fé, sua dedicação incansável ao serviço da Igreja e sua capacidade de unir as pessoas são verdadeiramente inspiradores”.

A chegada dos Arautos ao plenário foi precedida pela entrada triunfante da imagem de Nossa Senhora de Fátima, precedida pelos deputados Gil Diniz, Frederico D’Ávila e André do Prado, presidente da casa e pela Orquestra Sinfônica Arautos do Evangelho. A imagem ficou posicionada em lugar de destaque do plenário.

Resgate e manutenção da dignidade humana

deputado gil dinizA cerimônia foi presidida pelo Deputado Gil Diniz, do PL, proponente da solenidade. A mesa diretora foi composta pelos deputados André do Prado e Gil Diniz, Pe. Ricardo Basso, EP, representando o Mons. João Clá Dias e Pe. Alex Barbosa de Brito, EP, representando os Arautos do Evangelho; Marília Marton, Secretária de Estado da Cultura; Sonaira Fernandes, Secretária de Estado de Políticas para Mulheres; Desembargador Luiz Sérgio Fernandes de Souza; Desembargador Geraldo Wohlers; Tirso Meirelles, vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Brasil e as autoridades eclesiásticas Dom Carlos Lema Garcia, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo; Dom Sérgio Aparecido Colombo, bispo da diocese de Bragança Paulista; Dom Benedito Beni dos Santos, bispo emérito da Diocese de Lorena e Dom Antonio Luiz Catelan Ferreira, bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro

Também estiveram presentes no evento os deputados estaduais Lucas Bove (PL), Major Mecca (PL), Rogério Santos (MDB), Tomé Abduch (Republicanos) e Delegado Olim (PP).

Os Arautos do Evangelho ultrapassam fronteiras

Em seu discurso de abertura, o presidente da Assembleia destacou “a importância do trabalho dos Arautos do Evangelho no resgate e manutenção da dignidade humana“.

O deputado Gil Diniz, proponente da homenagem, falou sobre a trajetória dos Arautos do Evangelho e de suas ações que ultrapassaram fronteiras. “Gostaria de dar o meu testemunho pessoal de carinho e amor pela obra que Monsenhor João Clá realizou pelo Estado de São Paulo, pelo Brasil e pelo mundo”.


A Secretária da Cultura, Marilia Marton, mencionou que os Arautos do Evangelho atuam como mensageiros da palavra de Deus, destacando a importância da ação desse grupo católico “para que os nossos jovens aprendam a ter mais fé”.

Triunfo de Nossa Senhora

“Ausente, mas presente!” Foi assim que o Pe. Ricardo Basso se referiu ao Monsenhor João Clá, que não pode comparecer à cerimônia devido ao seu estado de saúde. Pe. Ricardo fez questão de frisar a alegria com que o fundador dos Arautos recebeu essa honraria.

A própria Alesp cresce com esta homenagem feita ao Monsenhor e aos Arautos do Evangelho, por saber reconhecer uma obra, um labor tão grande em prol da glória de Deus e da humanidade, num mundo tão conturbado, porque a homenagem também homenageia.” Essas foram as palavras emocionadas do Pe. Ricardo Basso, diante da tão insigne incumbência de representar o fundador dos Arautos na solenidade.


A honra recebida pelo Monsenhor é também a honra de cada um de seus filhos, que militam nas alas da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, levando avante a mensagem de Nossa Senhora de Fátima: “Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará!”. Essa merecida homenagem e reconhecimento à dedicação e ao amor do Monsenhor João Clá à Igreja e à causa católica já representa parte desse triunfo de Nossa Senhora.

A homenagem aos Arautos é uma homenagem à Igreja Católica

Uma mensagem muito expressiva foi enviada pelo Cardeal Dom Raimundo Damasceno Assis, Bispo Emérito de Aparecida. A mensagem foi lida por Dom Antonio Luiz Catelan Ferreira, destacando “o labor caritativo dos Arautos, principalmente em situações de calamidade social” e frisando que “a homenagem aos Arautos é uma homenagem à Igreja Católica, da qual os Arautos são membros e servidores.”
Palavras reforçadas por Dom Sérgio Aparecido Colombo, bispo da diocese de Bragança Paulista, onde se localizam várias sedes dos Arautos do Evangelho, que ressaltou “a importância da unidade da Igreja, na qual todos os seus membros caminham juntos na comunhão e na missão sinodal da Igreja”.

Houve também uma mensagem em vídeo do jurista Dr. Yves Gandra, que destacou que “os Arautos do Evangelho representam um dos movimentos da Igreja Católica que mais tem progredido na expansão da mensagem de Cristo no Brasil e no mundo, com uma proposta claríssima de voltarmos à vida interior.” Gandra mencionou ainda que nas casas dos Arautos do Evangelho há uma adoração permanente ao Santíssimo Sacramento, algo de suma importância na vida da Igreja.

Arautos: um presente de Deus na Terra

dom benedito beni dos santosAo tomar a palavra, Dom Benedito Beni dos Santos, bispo emérito da Diocese de Lorena/SP, referiu-se aos Arautos do Evangelho como “um presente de Deus na Terra, um presente de Deus para a Igreja e para a sociedade, sobretudo pelo seu trabalho silencioso junto aos doentes e aos pobres e também na área da educação e no campo da evangelização”.

Monsenhor João Clá Dias

“Eu quero uma face da Terra mudada!”, palavras do Monsenhor João Clá que se destacaram no vídeo institucional dos Arautos exibido para os presentes.

Eucaristia, Nossa Senhora e o papado, essa é a espiritualidade que Monsenhor concedeu aos Arautos, com o objetivo de renovar a face da Terra, propósito de Nosso Senhor Jesus Cristo. Por esse motivo, a Igreja reza: “Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado, e renovareis a face da Terra.”

Discípulo do eminente pensador católico Plinio Corrêa de Oliveira, Monsenhor João Sognamiglio Clá Dias, EP, é protonotário apostólico, Fundador da Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício Arautos do Evangelho, aprovada pela Santa Sé em 22 de fevereiro de 2001 e presente em 78 países. Fundou também duas Sociedades de Vida Apostólica, uma clerical e outra feminina, Virgo Flos Carmeli e Regina Virginum.

homenagem da alesp aos arautos do evangelho

Monsenhor João foi condecorado pelo Papa Bento XVI, em 2009, com a medalha “Pro Ecclesia et Pontifice”, uma das mais altas distinções concedidas pelo Santo Padre a quem se distingue por sua ação em favor da Igreja. É autor de 16 obras, traduzidas em 7 idiomas, algumas com tiragens de mais de 2 milhões de exemplares.

Duas histórias entrelaçadas

A Alesp fez a referência de que “a história dos Arautos do Evangelho se confunde com a história de seu fundador”. A Assembleia destacou ainda que, “através da evangelização e caridade, a instituição realiza diversas ações pelo país. 670 mil famílias são visitadas pelos 22.600 oratórios de Nossa Senhora de Fátima e o Fundo Misericórdia, mantido pela ordem, já colaborou com doações a 650 instituições, em 270 cidades e 147 dioceses do Brasil.

Um evento que ficará marcado na história da Assembleia Legislativa de São Paulo e na história da Igreja, pelo legítimo reconhecimento deste filho tão dedicado à causa da santificação das almas e da disseminação da mensagem de Nosso Senhor Jesus Cristo.
assembleia legislativa do estado de são paulo

 
Comentários