Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Serviços


Santo do Dia


Santa Tomaide, Mártir // São Frontão - Data: 14 de Abril 2020
 
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
0
0
 
Buscar por dia

Navegue no Calendário Litúrgico ao lado e saiba mais sobre os santos de cada dia.
 
Escolha o santo deste dia

SANTA TOMAIDE, MártirSANTA TOMAIDE............jpg

Tomaide, ou Tomaise, era de Alexandria. Casada, aos dezoito anos, com um pecador, despertou estranha e irresistível paixão no sogro, que vivia na mesma casa. Avassalado pela impura paixão, o homem, descontrolado, tentou seduzi-la. Tomaide rechaçou-o, admirada, com a mais enérgica oposição.

Fora de si, o homem, num gesto de desespero, puxando da espada, vibrou na nora tal golpe que, diz-se, partiu-lhe o corpo em dois.

Na mesma hora, o insensato ficou cego. E, encontrado aos pés da morta pelos vizinhos e amigos do filho, confessou-lhes o crime, pedindo-lhes que o conduzissem ao governador. Dias depois, era decapitado.

A notícia da morte de Tomaide, mártir da castidade, consternou toda a Alexandria. Enterrado no cemitério dos monges de Octokaidekaton, o corpo da santa mártir, mais tarde, foi transferido para Constantinopla.

O óleo das lâmpadas que alumiavam o seu túmulo foi muito empregado para debelar as tentações da carne. Santa Tomaide deixou o mundo no ano de 476.

(Livro Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume VI, p. 337-338)

******************************************************************************************************************************

SÃO FRONTÃO, Abade e Confessor

Frontão, segundo querem vários autores, foi um dos primeiros religiosos a praticar a vida cenobítica nas vizinhanças de Alexandria.

Exortando alguns amigos para que o seguissem, com eles demandou o deserto.

Pouco tempo depois, os que o seguiram, insuflados pelo demônio, começaram a murmurar, achando a vida que levavam assaz penosa, tão severas eram as regras que Frontão lhes ditara e impusera. Não iriam a morrer de fome?

O santo, adivinhando-lhes o desgosto, procurou encorajá-los, empregando as palavras do salmista:

" - Os olhos do Senhor, repetia-lhes, estão fixados sobre aqueles que o temem, e Ele os nutrirá nas suas necessidades".
E acrescentava:

- Não sabeis o que escreveu o Apóstolo: "Padeci a fome e a sede"? Desde que estamos no deserto, faltaram-nos as raízes ou as ervas? Estais porventura reduzidos ao mais completo jejum?

Aquilo os acalmou.

Conta-se então, que um anjo, aparecendo a um rico homem, ordenou-lhe que enviasse alimento aos monges. O homem atônito, perguntava-se:

- Mas quais monges? Onde se acham esses monges?

Então, resolveu carregar setenta camelos, e os deixou partir, sem qualquer guia. Dias mais tarde, a caravana chegava ao deserto em que Frontão e os seus discípulos viviam para Deus. Desde aquela época, o rico homem jamais lhes faltou com víveres.

É de crer que São Frontão faleceu no ano de 174.

(Livro Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume VI, p. 339-340)

 

 

 
Comentários