Fale conosco
 
 
Receba nossos boletins
 
 
 
Serviços


Santo do Dia


São Pedro Vincioli, Abade - Data: 10 de Julho 2019
 
 
Decrease Increase
Texto
Solo lectura
3
0
 
Buscar por dia

Navegue no Calendário Litúrgico ao lado e saiba mais sobre os santos de cada dia.
 
Escolha o santo deste dia

São Pedro Vincioli nasceu perto de Perusa, onde fez os estudos. Da clericatura passou ao sacerdócio.

S?O PEDRO VINCIOLI.jpgContristado com o abandono em que jazia a catedral dedicada ao Apóstolo Pedro, dirigiu-se ao bispo Honesto, solicitando-lhe permissão para restaurá-la.

O bispo, depois de alguma hesitação, deu-lhe a ordem de iniciar os trabalhos, e Pedro, cheio do mais ardoroso afã, deu começo às obras.

Muito antiga, deixada à ação do tempo, por Rogério, predecessor de Honesto, a catedral requeria árduo labor. Muitos milagres marcaram aquela restauração. Sem qualquer auxílio senão o de Deus, Pedro vivia a braços com as necessidades dos operários. Assim, do céu veio a ajuda.

Certa vez, misteriosos personagens surgiram a trazer pão para os trabalhadores, quando nem uma migalha havia; de outra feita, de alto andaime, precipitou-se ao solo um dos pedreiros, chegando embaixo sem qualquer dano: uma coluna, a pender, tornava ao lugar com fervoroso sinal da cruz do futuro abade.

Findo o trabalho, a catedral reluzia, com as suas três naves, de transepto, de teto sustentado por dezoito colunas e de mármore, que Pedro fizera vir de lugares distantes.

A dedicação da igreja de São Pedro ocorreu no ano de 969. Com o bispo de Perusa, o Santo buscou Roma, e ao Papa João XIII disse que, servida por monges beneditinos, a nova fundação só necessitava de aprovação, a qual, humildemente, solicitou do Sumo Pontífice.

Feito abade pelo Papa, Pedro Vincioli tornou com o bispo.

Desde 1002 o mosteiro de São Pedro de Perusa abraçou a reforma de Cluny. Após ter feito inúmeros milagres e ter levado vida da mais santas, São Pedro Vincioli faleceu aos 10 de Julho de 1007.

A abadia passou por duras fases. Destruída por um incêndio, foi reconstruída em 1318. Em 1436 Eugênio IV reuniu-a à congregação do Monte Cassino. Suprimida por Napoleão, Pio VII restaurou-a. Novamente suprimida pelo governo italiano, reapareceu pouco mais tarde, sempre debaixo da congregação beneditina do Monte Cassino.  (Vida dos Santos, Padre Rohrbacher, Volume XII, p. 359-360)

 
Comentários